Tecnologia Pós-colheita

Home      Tecnologia     Fisiologia      Horticultura      Horticultura Ornamental      Pesquisa

 

Mestrado em Ciência e Tecnologia Pós-colheita

Disciplina de Tecnologia Pós-colheita

Ano Lectivo de 2003/04, 2º Trimestre

Professor responsável: Doutor Domingos Almeida, Secção Autónoma de Ciências Agrárias, Faculdade de Ciências do Porto
Email: dalmeida@fc.up.pt
Telefone: 252-660-400
Carga horária total: 20 horas de aulas teórico-práticas
Unidades de crédito: 1,0

 

INTRODUÇÃO

A disciplina de Tecnologia Pós-colheita aborda as principais tecnologias utilizadas para conferir mais-valia, manter a qualidade e transportar produtos facilmente perecíveis – frutas, legumes, flores de corte - entre a colheita e o consumo, com ênfase nos aspectos relacionados com a refrigeração, a composição da atmosfera e a embalagem.

Esta disciplina articula-se com a disciplina de Fisiologia Pós-colheita, na medida em que aborda as tecnologias desenvolvidas para alterar os processos fisiológicos que estão na base das perdas qualitativas e quantitativas e porque os órgãos vegetais tem respostas fisiológicas para as condições impostas pela tecnologia pós-colheita. No entanto a ênfase  é colocada nos aspectos de Engenharia e Tecnologia Pós-colheita.

 

OBJECTIVOS

Após frequentarem esta disciplina os alunos devem compreender as bases físicas das tecnologias utilizadas em Pós-colheita, dimensionar sistemas de armazenamento frigorífico e recomendar os equipamentos necessários para uma determinada operação que envolva o armazenamento ou transporte de produtos facilmente perecíveis.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação será efectuada através de:

  1. Exame final abrangendo toda a matéria (E)

  2. Projecto de dimensionamento de uma instalação de armazenamento de produtos hortofrutícolas (P). O projecto deverá ser apresentado por escrito e discutido com o docente. A nota do projecto reflectirá o trabalho apresentado por escrito e a discussão. Aspectos a contemplar no projecto.

A classificação final será calculada através da expressão Nota = 0,5E + 0,5P

 

PROGRAMA

1. Colheita e preparação para o mercado

1.1. Danos mecânicos e sua prevenção durante a colheita e preparação para o mercado

1.2. Operações de colheita

1.3. Operações de limpeza

1.4. Operações de selecção e classificação

1.5. Transferências de produtos durante as operações de colheita e de preparação para o mercado

2. Psicrometria e perda de água

2.1. Psicrometria. Termodinâmica de misturas de ar-água

2.2. Física da perda de água

2.3. Tecnologias para minimizar a perda de água

3. Temperatura

3.1. Gestão global da temperatura

3.2. Refrigeração

3.2.1 Arrefecimento e sistemas de arrefecimento rápido (pré-arrefecimento)

3.2.2. Refrigeração mecânica e equipamentos frigoríficos

3.2.3. Cálculos de capacidade frigorífica e dimensionamento de sistemas de armazenamento

3.3. Tratamentos térmicos

4. Composição da atmosfera

4.1. Atmosfera controlada e modificada

4.2. Armazenamento hipobárico

4.3. Etileno em pós-colheita

4.3.1. Amadurecimento controlado

4.3.2. Métodos de remoção do etileno

5. Transporte

5.1. Rodoviário (camião refrigerado)

5.2. Marítimo (contentores refrigerados)

5.3.Aéreo

6. Revestimentos comestíveis

7. Embalagem para produtos hortofrutícolas

 

 

BIBLIOGRAFIA

Balboa, J. 2003. Manual de instalaciones frigoríficas. 2ª edición. Ediciones Ceysa, Barcelona.

Campos, C. 2000. Produtos hortofrutícolas frescos ou minimamente processados –Embalagem, armazenamento e transporte. Sociedade Portuguesa de Inovação, Porto.

Dossat, R. J. & Horan, T. J. 2001. Principles of refrigeration. 5th edition. Prentice Hall, Upper Saddle River, New Jersey.

Heap, R., Kierstan, M. & Ford, G. (editors). 1998. Food transportation. Blackie Academic and Professional, London.

Herrero, A. & Guardia, J. 1992. Conservacion de frutos. Manual tecnico. Ediciones Mundi-Prensa, Madrid.

Kader A. A. Editor. 2002. Postharvest technology of horticultural crops. Third edition University of California, Agriculture and Natural Resources, Publication 3311, Oakland.

Poças, M. F. F. & Oliveira, F. A. R. 2001. Manual de embalagem para hortofrutícolas frescos. Escola Superior de Biotecnologia, Universidade Católica Portuguesa, Porto.

Rapin, P. J. & Jacquard, P. 1997. Instalaciones frigoríficas. Tomo 1. Elementos de física aplicados a la teoria de las instalaciones frigoríficas. Marcombo, Barcelona.

Rapin, P. J. & Jacquard, P. 1997. Instalaciones frigoríficas. Tomo 2. Tecnología. Marcombo, Barcelona.

Sargent, S. A., Talbot, M. T. & Brecht, J. K. 1991. Evaluating precooling methods for vegetable packinghouse operations. University of Florida, Gainesville.

Stoecker, W. F. 1998. Industrial refrigeration handbook. McGraw Hill, New York.

Thompson, J. F., Brecht, P. E. & Hinsch, T. 2002. Refrigerated trailer transport of perishable products. University of California, Agriculture and Natural Resources, Publication 21614, Oakland.

Thompson, J. F., Brecht, P. E., Hinsch, T. & Kader, A. A. 2000. Marine container transport of chilled perishable produce. University of California, Agriculture and Natural Resources, Publication 21595, Oakland.

Thompson, J. F., Mitchell, F. G., Rumsey, T. R., Kasmire, R. F. & Crisosto, C. H. 2002. Commercial cooling of fruits, vegetables and flowers. Revised edition University of California, Agriculture and Natural Resources, Publication 21567, Oakland.

Trigueiros, J. J. 2000. Produtos hortofrutícolas frescos ou minimamente processados -Tecnologias de colheita. Sociedade Portuguesa de Inovação, Porto.

Welby, E. M. & McGregor, B. 1997. Agricultural export transportation handbook. Revised edition. U.S. Department of Agriculture. Agriculture handbook No 700.

Mazollier, J. & Millet, P. 2002. Concevoir et aménager une station fruitière. Centre Technique Interprofessionnel des Fruits et Légumes, Paris.

Hardenburg, R. E., Watada, A. E. & Wang, C. Y. 1986. The commercial storage of fruits, vegetables, and florist and nursery stocks. U.S. Department of Agriculture, Agricultural Handbook Number 66.

Nova edição (Gross, K. C., Wang, C. Y. & Saltveit, M. The Commercial Storage of Fruits, Vegetables,and Florist and Nursery Stocks, U.S. Department of Agriculture, Agricultural Handbook Number 66) disponível online em http://www.ba.ars.usda.gov/hb66/contents.html