Tecnologia Pós-colheita

Home      Tecnologia     Fisiologia      Horticultura      Horticultura Ornamental      Pesquisa

 

Disciplina de Tecnologia Pós-colheita

Mestrado em Ciência e Tecnologia Pós-colheita

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

Ano Lectivo de 2003/04, 2º Trimestre

 

Questões de Exame

 

1.  A preocupação com a prevenção de danos mecânicos deve estar presente na concepção, construção e operação de todos os equipamentos e operações de colheita e de manuseamento dos produtos.

1.1. Distinga os três tipos de danos mecânicos e refira em que situações na cadeia de manuseamento pós-colheita é mais frequente ocorrer cada um deles.

1.2. Descreva a metodologia para avaliação da probabilidade de ocorrência de danos mecânicos num equipamento de selecção.

 

2.  Considere que um lote de cenoura com uma temperatura da polpa de 20 ºC perde 0,5% do seu peso fresco quando colocadas durante 1 hora a 20 ºC e 60 % de humidade relativa. Estas cenouras são depois colocadas numa câmara frigorífica que está a 0 ºC e 90% de humidade relativa.

2.1. Calcule o coeficiente de transpiração das cenouras.

2.2. Tendo em consideração as características anatómicas da cenoura, diga qual é efeito provável do aumento do défice de pressão de vapor no valor do coeficiente de transpiração calculado (indique a tendência – aumenta ou diminui – e a magnitude do efeito – grande ou pequeno).

2.3. Estime a perda de peso de 100 t de cenoura após 1 mês de armazenamento a 0 ºC e 90% de humidade relativa.

2.4. Enuncie as diversas estratégias aplicadas ao produto, aplicadas ao ambiente e de dimensionamento da câmara a que se pode recorrer para minimizar as perdas de água.

 

3.  Represente o ciclo básico de compressão de vapor num diagrama P-H, indicando cada um dos processos que sofre o fluido frigorigéneo.

 

4.  Sabendo que um sistema de refrigeração que opera a R-717 num ciclo de compressão de vapor com Tevap = -5 ºC e Tcond = 35 ºC fornece uma capacidade de refrigeração de 100 kW e que as entalpias H1 = 367,19 kJ.kg-1 (entrada evaporador), H2 = 1452,30 kJ.kg-1 (saída do evaporador) e H3 = 1644,50 kJ.kg-1 (saída do compressor) determine:

4.1. O caudal mássico do R-717.

4.2. A potência real requerida pelo compressor.

4.3. COP

4.4. Indique o efeito que um aumento da Tevap para –3 ºC teria na eficiência do sistema (COP) e no teor de humidade do ar à saída do evaporador.

 

5. Descreva como se procede à regulação dos níveis de O2 e de CO2 numa câmara de atmosfera controlada.

 

6.  Refira as diferenças no padrão de circulação de ar (recorra a esquemas) num contentor para transporte marítimo e num trailer de transporte rodoviário e que implicações é que isso tem na ventilação das embalagens.

 

7. Refira os diferentes métodos existentes para remover etileno da atmosfera de uma câmara de armazenamento.

 

8. Um produto com uma temperatura inicial da polpa Ti = 30 ºC atinge uma Tf = 0 ºC após um arrefecimento de 10 horas. Durante o arrefecimento a diferença média de temperatura entre o produto e o meio refrigerante é de 15 ºC.

8.1. Calcule o coeficiente de arrefecimento (C).

8.2. Calcule o meio tempo de arrefecimento (t1/2)

8.3. Represente num gráfico temperatura vs. tempo a curva de arrefecimento a que se refere o enunciado.


Domingos Almeida · 2004 · Tecnologia Pós-colheita · Faculdade de Ciências · Universidade do Porto