Fisiologia Pós-colheita

Home      Tecnologia     Fisiologia      Horticultura      Horticultura Ornamental      Pesquisa

 

 

Disciplina de Fisiologia Pós-colheita

Mestrado em Ciência e Tecnologia Pós-colheita

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

Ano Lectivo de 2003/04, 2º Trimestre

 

Pontos programáticos a abordar

 

 

1. Fisiologia das alterações de textura

1.1.  Textura de frutos e alterações da textura durante o amadurecimento

1.2.   Medição da textura

1.3. Parede celular: breve revisão sobre estrutura e função

1.3.1.  Composição

1.3.2.  Interacções entre os polímeros

1.3.3.  Modelos da estrutura

1.3.4.  Funções

1.4. Metabolismo da parede celular durante o amadurecimento

1.4.1. Alterações da parede celular durante o amadurecimento

1.4.2. Enzimas que actuam sobre a rede celulose-xiloglucana

1.4.2.1.  Expansina

1.4.2.2.  Endo-1,4-b-glucanase

1.4.2.3.  Xiloglucana endotransglicosilase

1.4.3. Enzimas que actuam sobre a rede de pectinas

1.4.3.1.  Poligalacturonases (endo e exo)

1.4.3.2.  Pectina esterase

1.4.3.3. b-Galactosidase

1.5. O papel do cálcio

1.6. Elicitores e oligossacarinas

 

 

Leituras sugeridas

Redgwell, R. J. & Fischer, M. 2002. Fruit texture, cell wall metabolism and consumer perceptions. In Knee, M. (editor). Fruit quality and its biological basis. Sheffield Academic Press, Sheffields.

  

O que deve saber?

  1. Quais os principais polissacáridos da parede celular de frutos carnudos (presentes em maior proporção)? Que alterações sofrem durante o amadurecimento?

  2. Qual o aminoácido presente na parede celular cuja concentração aumenta mais durante o amadurecimento? A que grupo de proteínas está associado? Qual a função dessas proteínas na parede celular?

  3. Quais as principais enzimas envolvidas na desmontagem da parede celular durante o amadurecimento de frutos? Qual o mecanismo de funcionamento das expansinas e em que funções têm sido implicadas.

 

Domingos Almeida · 2004 · Faculdade de Ciências · Universidade do Porto