Tecnologia Pós-colheita

Home      Tecnologia     Fisiologia      Horticultura      Horticultura Ornamental      Pesquisa

 

Disciplina de Fisiologia Pós-colheita

Mestrado em Ciência e Tecnologia Pós-colheita

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

Ano Lectivo de 2003/04, 2º Trimestre

 

 

Pontos programáticos a abordar

 

1.      Conceitos e indicadores de maturação. 

1.1.   Terminologia para descrever o desenvolvimento dos órgãos vegetais

1.1.1.     Desenvolvimento

1.1.2.     Crescimento

1.1.3.     Maturação

1.1.4.     Amadurecimento

1.1.5.     Senescência

1.1.6.     Maturação fisiológica

1.1.7.     Maturação comercial

1.2.   Índices de maturação

1.2.1.     O que são e para que servem

1.2.2.     Características de um bom índice de maturação

1.2.3.     Limitações

2.      Cinética do crescimento, actividade receptora e consequências da colheita

2.1.   Curvas de crescimento dos órgãos vegetais. Estudo das funções e suas derivadas 

2.2.   Actividade metabólica de órgãos imaturos e maturos

2.3.   Consequências da colheita

Leituras

Watada, A. E., Herner, R. C., Kader, A. A., Romani, R. J. & Staby, G. L. 1984. Terminology for the description of developmental stages of horticultural crops. HortScience 19: 20-21.

Reid, M. S. 2002. Maturation and maturity indices. In Kader A. A. (Editor). Postharvest technology of horticultural crops. Third edition University of California, Agriculture and Natural Resources, Publication 3311, Oakland, pp. 55-62.

 

O que deve saber?

 

  1. Conhecer e utilizar a terminologia apropriada para descrever o desenvolvimento de órgãos vegetais. Distinguir maturo de maduro. Dar exemplos de produtos cuja maturação comercial ocorre em cada um dos estados de desenvolvimento,

  2. Esquematizar as curvas de crescimento dos órgãos vegetais e as suas derivadas. Interpretar essas curvas,

  3. Descrever matematicamente as fases da curva de crescimento. Definir e utilizar os conceitos de taxa de crescimento absoluto e taxa de crescimento relativo do órgão,

  4. Distinguir o comportamento pós-colheita de frutos climactéricos e de frutos não-climactéricos,

  5. Definir índice de maturação e indicar a importância e as características dos índices de maturação,

  6. Relacionar o estado de desenvolvimento dos órgãos vegetais com o seu comportamento pós-colheita,

  7. Discutir as consequências da colheita em órgãos imaturos e em órgãos maturos,

  8. Referir as principais alterações metabólicas que ocorrem em resultado de ferimentos mecânicos e distinguir as respostas localizadas e sistémicas

 

Domingos Almeida · 2004 · Faculdade de Ciências · Universidade do Porto