Dossier de Docência 

Prefácio

Ao elaborar este dossier de docência é minha intenção dar a conhecer a minha visão sobre a instrução e educação de nível universitário e resumir a minha experiência pedagógica.

A ênfase é posta na minha reflexão pessoal sobre educação, ensino/aprendizagem e orientação cientifica. Os destinatários são, antes de mais, os alunos e orientandos. O objectivo principal é fornecer-lhes de antemão a minha visão, as minhas expectativas e resumir o meu percurso pessoal enquanto docente e investigador. Tenho também como objectivos secundários, forçar-me à reflexão contínua sobre matérias relacionadas com ensino/aprendizagem e educação e manter um registo do meu desempenho enquanto instrutor/educador.

Acredito que o desempenho pedagógico dos docentes deve ser  avaliado e que os resultados dessa avaliação devem ser consequentes. As dificuldades são muitas, mas neste caso como noutros, uma avaliação mesmo que deficiente, é preferível à ausência de avaliação. A elaboração e actualização deste dossier faz parte do meu processo de auto-avaliação.

Este dossier é, por natureza e intencionalmente, subjectivo e parcial. Mostro o que acho relevante, reforço o que acho importante e omito o que acho secundário. A opção é minha, é discutível, mas assumo-a como um exercício de reflexão pessoal no qual incluo a selecção da informação e as fontes apresentadas. Não contém tudo. Mais do que pelos factos, vale pela minha interpretação dos factos. Contém predominantemente opiniões; discutíveis, voláteis, alteráveis, mas é por elas que me oriento hoje.

Por força da natureza das opiniões, haverá incontáveis exemplos de situações em que me contradigo, em que actuo em dissonância com o que aqui expresso, e em que terei de reconhecer que tenho de mudar de opinião ou que fiz generalizações excessivas. Essas situações forçar-me-ão a rever este dossier ou o dossier forçar-me-á a concluir que não actuei em concordância com o que declaro acreditar. Tal é a natureza das acções humanas.

Acredito que este esboço será útil a todos os que, por opção, por falta de alternativa ou por escolha do "mal menor" se vêem na posição de serem meus alunos ou orientandos. A sua elaboração e actualização é para mim um importante mecanismo de manter as funções docentes no meu campo de consciência e evitar que sejam exercidas de forma mecânica.


Copyright Domingos Almeida 1999.
Última revisão: 10 Abril 1999